Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Curso de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda

Área do conteúdo

Projeto Pedagógico

O curso de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda é ofertado pelo Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará em turno diurno na modalidade presencial. Com entrada semestral de 25 estudantes, o curso tem duração padrão de 8 semestres (4 anos), com flexibilidade para mínimo de 3 anos para integralização e máximo de 6 (conforme resolução no 14/CEPE, de 3 de dezembro de 2007), conferindo ao egresso o grau de Bacharel em Publicidade e Propaganda.

Este documento tem por objetivo apresentar à comunidade acadêmica a proposta de reforma do Projeto Pedagógico do curso de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda. Ela resulta de um processo de reflexão e amadurecimento do colegiado do curso, com a participação dos professores e dos representantes estudantis do curso de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda da Universidade Federal do Ceará (UFC). Como será discutido ao longo do projeto, a proposta toma como ponto de partida a atual realidade do curso, do saber e do conhecimento da área de Comunicação Social, em particular, de Publicidade e Propaganda.

A discussão e o encaminhamento de propostas para reflexão foram iniciadas oficialmente em novembro de 2011. Elas tomam como parâmetro o cenário contemporâneo da área de Comunicação Social, em particular, de Publicidade e Propaganda, cujas transformações demandam um redimensionamento na estrutura e dinâmica do curso, além de atuarem como ajuste a duas importantes mudanças ocorridas na própria UFC:

  • A transformação do Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará de órgão administrativo, que gerenciava os equipamentos culturais da universidade, em unidade acadêmica, congregando vários cursos, dentre eles o de Publicidade e Propaganda.
  • A separação, em 2011, dos cursos de Publicidade e Propaganda e de Jornalismo, que até então compunham o curso de Comunicação Social como habilitações e passaram a constituir bacharelados distintos.

Apesar disso, a proposta que se segue ainda é orientada pelo parecer CNE/CES 492/2001 do Ministério da Educação – Conselho Nacional de Educação, considerando portanto as recomendações das Diretrizes Curriculares dos cursos de Comunicação Social e suas habilitações. Isto acontece porque somente no dia 7 de março de 2013 foi realizada a primeira reunião, mediada pela Sociedade das Entidades Científicas da Área de Comunicação, para discutir a composição de uma comissão de especialistas para elaboração de novas diretrizes curriculares para os cursos de Publicidade e Propaganda. Tendo em vista o longo processo de discussão que ainda se estabelecerá e a urgência na atualização do currículo do curso na UFC, a comissão de professores responsável pela reforma curricular do curso decidiu adiantar-se na atualização do Projeto Pedagógico de Curso.

Em sua gênese, a habilitação em Publicidade e Propaganda foi aprovada pelo Departamento de Comunicação Social e Biblioteconomia em sete de julho de 1998 e pelo Conselho do Centro de Humanidades em seis de agosto de 1998, aos quais estava vinculada, tendo sido implementada naquele mesmo ano. Seu mais recente Projeto Pedagógico foi aprovado em 2004, após várias discussões entre as instâncias envolvidas na reformulação. A proposta apresentada na época previa em sua estrutura, além da apresentação, uma justificativa na qual eram estabelecidas as condições do curso e os aspectos nos quais o projeto acadêmico deveria incidir para contribuir na formação de um profissional ético, dinâmico e capaz de aprimorar as relações de trabalho no campo da comunicação. À guisa de maiores esclarecimentos, incluía fragmentos da trajetória histórica do Curso – da criação ao estado atual – indicando um processo de avaliação institucional interno (pela comunidade universitária) e externa (pela comissão de especialistas do MEC/INEP).

Mantendo as premissas e os princípios que nortearam sua formulação original, esta proposta não pretende substituir ou ignorar as fundamentais contribuições da mais recente versão do Projeto Pedagógico para a implantação e o desenvolvimento do curso de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda da Universidade Federal do Ceará, mas atualizá-la e adaptá-la às novas exigências pedagógicas que o ingresso no Instituto de Arte e Cultura da Universidade Federal do Ceará – UFC e a
separação do curso de Jornalismo demandam. Nesta perspectiva, o foco da reformulação está na nova proposta de integralização curricular, na atualização de ementas e estratégias pedagógicas, na criação de novas disciplinas obrigatórias e optativas, bem como na organização destes componentes em torno de quatro eixos aglutinadores.

O eixo da Fundamentação Teórica reúne componentes de natureza predominantemente teórica e que atuam numa formação mais reflexiva do profissional de publicidade articulado ao campo da comunicação. O eixo de Gestão em Comunicação reúne componentes que atuam na formação do estudante enquanto planejador dos processos comunicativos; o de Criação Publicitária aglutina componentes que contribuem para a formação do estudante enquanto criador publicitário e o de Produção Publicitária reúne as disciplinas que atuam na formação do estudante enquanto produtor de peças publicitárias.

Confira o Projeto Pedagógico do curso em sua integridade aqui.

Acessar Ir para o topo